terça-feira, 11 maio 2021
- - - - - -
Educação Moral e Religiosa Católica

Secretariado Diocesano do Ensino da Igreja nas Escolas - Porto

Encontro EMRC

Visitantes

Hoje 259

Ontem 211

Esta semana 470

Este mês 2293

Total 1580390

Neste momento: 13 convidados e nenhum utilizador em linha

SÃO A CORAGEM E A CRIATIVIDADE QUE IMPELEM O SONHO A TORNAR-SE REALIDADE

  • Publicado em terça-feira, 31 março 2020 16:36
  • Escrito por SDEIE
  • Acessos: 306

 

Muitas vezes os nossos sonhos nascem e amadurecem sem que nós o decidamos, não são um ato de vontade, somos como que chamados por eles.

Os sonhos são depostos em nós como uma semente e polarizam tudo: por vezes torna-se um sim de toda a pessoa, outras vezes pensamos

que viver um sonho é demasiado pouco, e por isso deixamo-lo morrer e fazemos nascer outro.

...

Hoje vivemos a instabilidade dos sonhos a longo prazo, curamos um sonho com outro sonho, uma paixão com outra paixão,

um desejo com outro, sem permitir-lhes que se tornem realidade.

Os sonhos adoecem e morrem se não se tornam vida, se não permanecem dentro da fidelidade a nós mesmos,

se não nos fazemos hóspedes no seu mistério, se não sabemos esperar,

se os consideramos uma conquista em vez de um encontro.

...

A espera não é passividade, é fermento.

Não é fácil compreender se é desejo que gera em nós inquietude, ou é a inquietude que gera o desejo.

Somos doentes de infinito, andamos ansiosos não pelo pouco, mas pelas demasiadas ofertas,

os demasiados sonhos e desejos a que gostaríamos de ter acesso, mas a que não podemos chegar.

Deixámos adormecer a inteligência, essa capacidade de ler dentro de nós e dentro dos acontecimentos,

de transformar as paixões e os sonhos em ações.

Há uma desproporção entre aquilo que se pode e aquilo que se deseja.

...

Ainda que permaneçam vivos os sonhos, as emoções, a ternura,

estamos cansados de viver uma realidade esmagada que não abraça o sonho.

Os sonhos e as paixões requerem progressividade e paciência, criatividade e coragem para se tornarem vida.

São a coragem e a criatividade que impelem o sonho a tornar-se realidade.

O criativo não é o fantasioso, mas é aquele que é capaz de se sintonizar com a realidade,

e sabe criar harmonia entre o mundo em que vive e o mundo que vive nele.

Os sonhos precisam de paciência e de um passo de cada vez sem ter de recomeçar sempre do início;

precisam de tempo para fazer amadurecer em nós aquilo que ainda não foi resolvido no coração.

Para transformar os sonhos em realidade é necessário um tempo longo,

capaz de penetrar até ao coração da vida, onde os frutos libertam o seu perfume.

 

flor pormenor Easy

in  https://www.snpcultura.org/sonhos_sem_realidade.html